IT – online

Notícias | Análises | Software Microsoft

Guias IT-online: Como ativar e configurar o Exploit Protection no Windows 10 (Build 16232)

Deixe um comentário

guias_itonlineEm 2009, a Microsoft lançou o projeto Microsoft EMET ou Enhanced Mitigation Experience Toolkit, uma ferramenta capaz de mitigar a maioria dos exploit kits usados em ataques, sem que fosse necessário esperar pela disponibilização de patch de segurança.

Com a evolução da segurança nos sistemas operativos, nomeadamente no Windows 10, e considerando também o feedback dos utilizadores, a Microsoft decide descontinuar o EMET como uma ferramenta em separado e incluir uma evolução da mesma nativamente no sistema operativo.

Com o desenvolvimento do Fall Creators Update, a Microsoft adiciona ao Windows Defender Security Center uma nova opção chamada Exploit Protection. A partir desta, os utilizadores podem analisar e configurar todos os aspetos associados às definições anti-exploit do Windows 10.Para tirar proveito desta nova opção de segurança, os utilizadores não necessitam utilizar o antivírus nativo do sistema operativo, tendo em conta que o Exploit Protection usa a mesma tecnologia do Microsoft EMET.

Se já instalou o Windows 10 Build 16232, veja então como ativar e configurar o Exploit Protection:

Vamos abrir o Start, escrever Windows Defender Security Center e clicar no resultado da pesquisa.Em seguida, vamos clicar em “App & browser control ”.Vamos fazer scroll até ao final da página e clicar no link “Exploit protection settings” para aceder a mais definições.Em Exploit protection, vamos clicar em “System Settings”. Nessa opção podemos alterar os valores por omissão, sabendo que nativamente o Windows 10 tem a proteção ativada para definições que melhor funcionam para a maioria dos utilizadores. Sempre que é feita uma alteração, o sistema operativo mostra uma janela do UAC para validação da mesma.Para personalizar as definições associadas às aplicações, vamos clicar em “Program Settings”. Ai podemos editar as definições por omissão ou remover as aplicações.Para personalizar e adicionar aplicações ao Exploit protection, vamos clicar em “Add Program”. Podemos escolher entre adicionar a aplicação pelo nome ou selecionar um ficheiro executável.Ao clicar em “Choose exact file path”, será mostrada a caixa de dialogo que nos permitirá selecionar a aplicação. Depois de escolher a mesma, vamos clicar em “Open”.Depois da aplicação estar adicionada à lista, podemos editar as definições ou remover a aplicação. Por omissão, as aplicações adicionadas individualmente herdam as definições do sistema, contudo, é possível sobrepor a grande maioria neste separador.Depois de fazermos todas as alterações, é recomendável reiniciar a aplicação ou o PC.

Até ao lançamento da versão final do Fall Creators Update, é provável que a Microsoft introduza novas melhorias nesta opção.

Como sempre, espero que este guia seja útil a todos os que visitam o IT-online.

Anúncios

Autor: nuno silva

IT Professional | Windows Insider MVP | Microsoft MVP - Windows Experience (2014-2016) | Microsoft Technical Beta Tester (Windows International Team) | MCC | Microsoft IT Advisory Council Member | Certified Microsoft Windows Phone Expert | Microsoft Virtual Academy Student | Windows Team Division Manager @ Microsoft Group Portugal (Facebook) | Member of the Microsoft Virtual Academy (MVA) Founders Club

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s