IT – online

Notícias | Análises | Software Microsoft

Cision Portugal cria solução global de clipping com base em tecnologias Microsoft

Deixe um comentário

msft_novoÉ com base num conjunto de tecnologias Microsoft – .Net, Hyper-V e SQL Server – que a Cision Portugal consegue monitorizar diariamente mais de 20.000 artigos recolhidos em fontes impressas, multimédia e online portuguesas, fornecendo assim informação preciosa para a gestão das marcas aos profissionais de comunicação e marketing. A isto juntam-se ainda o acompanhamento diário de cerca de 20 mil influenciadores e das novas plataformas de comunicação, como os blogues, redes sociais e sites empresariais.

Para a análise de toda esta informação é necessária uma série de soluções tecnológicas. Como explica Uriel Oliveira, vice-presidente da Cision Portugal e responsável pelo negócio e operações, “o processo de identificação, segmentação, codificação, pré-indexação, indexação, análise e distribuição é efetuado com base no nosso próprio sistema e todos os serviços da Cision são disponibilizados aos seus clientes através da plataforma CisionPoint, desenvolvida com base na framework .Net, da Microsoft”. Na base de tudo isto está um centro de dados com 157 servidores, onde estão alojados todos os sistemas de produção, captura, scrawling, armazenamento, interfaces de clientes e webservices. “Cerca de 20% destes servidores são máquinas virtuais geridas pelo Hyper-V da Microsoft. Ao usar esta tecnologia conseguimos maior rapidez na disponibilização ou alteração de servidores de teste ou de produção, um melhor aproveitamento de recursos de hardware, bem como a facilidade de gestão e implementação de sistemas redundantes”, acrescenta Uriel Oliveira.

A ligação da Cision à Microsoft já é de longa data. Fundada em 1982 em Coimbra como Memorandum, a empresa apostou desde o início no desenvolvimento de uma solução que suportasse o seu serviço de clipping, recorrendo a ferramentas da Microsoft nas áreas das bases de dados, aplicações de processamento de informação e das aplicações-clientes. Adquirida em 2001 pelo grupo sueco Observer e passando depois para a marca Cision, a empresa de Coimbra passou a exportar a sua tecnologia para as outras subsidiárias. “Hoje a Cision Portugal tem em Coimbra a sua base operacional, onde trabalham 187 pessoas, e foi reconhecida pela estrutura internacional, passando a nossa solução Wise (baseada em SQL Server e .Net, ambos da Microsoft) a ser usada pelas filiais na Suécia, Finlândia, Reino Unido, Alemanha, Canadá e EUA”, revela o mesmo responsável. “Para além da operação portuguesa, a Cision Portugal integra um centro de excelência de engenharia na monitorização de fontes online em todo o mundo. Trata-se de uma plataforma de scrawling optimizada para notícias que capta diariamente mais de 2 milhões de artigos em todos os idiomas (incluindo o mandarim), os quais são arquivados, avaliados e disponibilizados aos clientes”, diz Uriel Oliveira. No total, esta plataforma abrange cerca de 90 mil fontes de informação em todo o mundo.

No entanto, a este uso intensivo de tecnologia para deteção, avaliação e seleção da informação relevante para cada cliente, a Cision acrescenta a componente humana para distinguir o que é relevante ou não.

Autor: nuno silva

IT Professional | Windows Insider MVP | Microsoft MVP - Windows Experience (2014-2016)| Microsoft Technical Beta Tester (Windows International Team)|MCC | Microsoft IT Advisory Council Member | Certified Microsoft Windows Phone Expert | Microsoft Virtual Academy Student | Windows Team Division Manager @ Microsoft Group Portugal (Facebook)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s