IT – online

Notícias | Análises | Software Microsoft

Microsoft termina hoje o suporte ao Windows XP e Office 2003

2 comentários

Windows_XP_Logo8 de abril de 2014 assinala o fim do suporte mundial da Microsoft ao Windows XP, o sistema operativo que teve o mais longo tempo de vida na história da empresa.

Lançado em outubro de 2001, o Windows XP chegou ao mercado quando o nível de propagação da banda larga e o número de equipamentos ligados à Internet eram ainda muito baixos, assim como a sofisticação e ocorrência de ataques cibernéticos. Volvidos doze anos de profunda transformação e evolução tecnológica, marcados pelo surgimento de novas interfaces, serviços e dispositivos, a Microsoft deu início a uma nova era tecnológica, alinhada com as atuais necessidades e exigências de empresas e utilizadores pessoais, e deixa por isso de suportar formalmente o Windows XP, o que significa deixar de lançar atualizações para correção de vulnerabilidades, de bugs, ou novas funcionalidades.

O XP é hoje um sistema operativo limitado, incapaz de suportar algumas das novas aplicações recentemente lançadas, bem como de assegurar os níveis de segurança, estabilidade e produtividade que empresas e particulares necessitam. É também este o cenário que motiva a necessidade de uma evolução para sistemas mais atuais.

Fim do suporte ao Windows XP: impacto no tecido empresarial

windows_xp_sp3

As implicações do fim do suporte ao Windows XP poderão ter impacto nas empresas, com riscos potenciais ao nível da segurança e privacidade, tais como:

  • Perda de informação por vulnerabilidade a ataques cibernéticos: um PC sem atualização de segurança poderá permitir que elementos externos à organização acedam a informação sem permissão, comprometendo dados confidenciais e transações de negócio;
  • Aumento de custos de manutenção: um PC sem atualização de segurança terá tendência a avariar e os custos de reparação serão cada vez maiores. De acordo com um estudo realizado pela IDC Portugal, o custo anual hoje de manutenção de um PC com Windows XP é de 548 euros, valor que desce para os 150 euros no caso de ser um computador com Windows 8 (menos de um terço). Esta disparidade tende a aumentar, com o custo de manutenção dos computadores XP a tender a crescer exponencialmente nos próximos anos, com o final dos componentes usados nos computadores. Uma empresa que renove agora os seus PCs, pode poupar até 1500€ por PC nos próximos três anos. Adicionalmente, os fabricantes de hardware e software deixarão progressivamente de prestar suporte a PC’s com Windows XP. Os custos de manutenção e suporte informático nas PME são, ainda, superiores ao das grandes empresas, que têm equipas de TI próprias. Por isso, o potencial de poupança para a economia portuguesa na migração do XP, num total de 255M€, está maioritariamente nas PME.
  • Falhas em auditorias e perda de certificações de qualidade: o software sem suporte não cumpre requisitos de segurança que podem trazer implicações de conformidade ou de qualidade para a empresa;
  • Antivírus atualizados não chegam – Para ajudar as empresas a mitigar o risco do fim do suporte do Windows XP, a Microsoft anunciou que vai continuar a lançar até julho de 2015 assinaturas para os seus produtos de antivírus (Clientes empresariais – System Center Endpoint Protection, Forefront Client Security, Forefront Endpoint Protection e Windows Intune a correr em Windows XP; Clientes individuais – Microsoft Security Essentials). No entanto, a urgência da migração não diminui. Um antivírus atualizado pode proteger o PC com Windows XP, mas nunca totalmente. As vulnerabilidades do sistema operativo mantêm-se;
  • Compatibilidade com outros dispositivos, periféricos e outro software, dentro ou fora da empresa: o Windows XP não tem capacidade para suportar muitas das aplicações recentemente lançadas, pelo que a flexibilidade e produtividade serão direta e negativamente afetadas.

Os utilizadores que decidam não avançar com a migração do Windows XP ficarão a partir de hoje mais expostos a novas vulnerabilidades descobertas no Windows XP, uma vez que estas não serão endereçadas com novas atualizações de segurança por parte da Microsoft. O risco de exposição às ameaças de hackers, cada vez mais sofisticadas, é também superior, uma vez que estes terão mais informação do que os utilizadores sobre as vulnerabilidades, o que lhes permite desenvolver um código de exploração dessas vulnerabilidades e, assim, tirar partido destas noutros sistemas não protegidos.

Para as pequenas empresas, a Microsoft disponibiliza o Windows Upgrade Assistant que permite verificar a compatibilidade do hardware e software instalado num PC. Para as empresas de maior dimensão, cujo processo de migração é mais complexo, existe um conjunto de outras ferramentas que podem também ajudar neste processo e que estão disponíveis em www.microsoft.com/springboard. São elas:

  •  Application Compability Toolkit – permite a deteção e resolução de incompatibilidades aplicacionais;
  • Microsoft Assessment and Planing Toolkit – para inventariação de hardware, software e produção de relatórios de aconselhamento à migração;
  • Microsoft Deployment Toolkit – permite automatizar a criação de imagens e a instalação do sistema operativo, bem como updates, aplicações e outras configurações.

Fim do suporte ao Office 2003

À semelhança do Windows XP, também o Office 2003 soma mais de uma década de existência, período durante o qual a tecnologia mudou muito. O Office 365 é a última geração da suite de aplicações colaborativas do Office, já familiares e universalmente utilizadas no dia-a-dia pelos utilizadores, mas que abre agora portas a um novo mundo de capacidades e potencialidades. Trata-se de um serviço de subscrição baseado na cloud (nuvem), que permite níveis de colaboração e de produtividade ímpares, dando a possibilidade ao utilizador de ser ainda mais produtivo, a partir de qualquer lugar e de praticamente qualquer dispositivo.

A Microsoft reforça, por isso, a necessidade urgente de migração e relembra que a partir de hoje não irá lançar updates para correção de vulnerabilidades, de bugs, ou novas funcionalidades. Os clientes que não procederam à migração do Windows XP para um software mais atual, ficarão expostos a riscos de segurança, conformidade e a limitações tecnológicas que podem comprometer a produtividade e crescimento do seu negócio.

Mais informações:

Autor: nuno silva

IT Professional | Windows Insider MVP | Microsoft MVP - Windows Experience (2014-2016)| Microsoft Technical Beta Tester (Windows International Team)|MCC | Microsoft IT Advisory Council Member | Certified Microsoft Windows Phone Expert | Microsoft Virtual Academy Student | Windows Team Division Manager @ Microsoft Group Portugal (Facebook)

2 thoughts on “Microsoft termina hoje o suporte ao Windows XP e Office 2003

  1. Fim do suporte ao Office 2003, não Office 2013!!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s