IT – online

Notícias | Análises | Software Microsoft

Maioria dos jovens deixa a segurança na Internet para segundo plano, segundo um estudo da Check Point

Deixe um comentário

5w1v5a1w5A Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), líder em soluções de segurança para Internet, publica os resultados do relatório “A Separação Geracional na Segurança da Internet”, onde se revela que só 31% dos jovens pertencentes à denominada “Geração Y” afirmam dar à segurança uma importância capital quando se trata de tomar decisões a respeito dos seus dispositivos ou equipamentos informáticos.

O estudo mostra que a Geração Y se caracteriza por ser aberta e vulnerável aos ataques online, priorizando aspectos como o entretenimento ou as comunidades em detrimento da própria segurança na Internet. “Se tivermos em conta o crescimento actual do cibercrime e lhe juntarmos o hábito que os jovens têm de estarem sempre ligados, os riscos para a segurança multiplicam-se e é necessário que todas as gerações, não só os mais jovens, tomem consciência desta realidade”, afirma Mario García, director geral da Check Point.

O estudo mostra que, no entanto, os ataques são uma realidade para esta Geração Y, já que 50% dos inquiridos confirmam ter sofrido algum tipo de incidente relacionado com a segurança nos últimos dois anos. “As redes sociais, o download habitual de ficheiros e a exposição contínua derivada da navegação na Internet multiplicam os riscos se não forem tomadas as medidas necessárias”, sublinha García.

A Check Point aconselha, por isso, os mais jovens a seguir 10 regras simples para evitar sofrerem ataques ou correrem riscos para a segurança dos equipamentos e dados.

  1. Regresso ao básico. Actualizar periodicamente o sistema operativo. As novas versões de software ajudam a que os sistemas funcionem melhor e evitam vulnerabilidades. Assegurar-se de que o sistema operativo esteja configurado para receber actualizações automáticas das correcções de segurança mais recentes e reiniciar o equipamento após as mesmas é uma operação simples, mas eficaz.
  2. Não “clicar” aleatoriamente. Mais de 9500 sites maliciosos são detectados pelo Google todos os dias. Esta estatística inclui sites legítimos que foram hackeados e estão por isso a ser usados para distribuir malware. Ser cauteloso ao clicar ou aceder a um link, ter em conta as mensagens de advertência e manter o firewall e antivírus actualizado e activo é outra das recomendações chave.
  3. Prestar atenção às últimas mudanças sociais. Por exemplo, o Facebook mudou recentemente o e-mail dos seus utilizadores para @facebook.com. Isto significa que um novo grupo de spammers será capaz de contactar o utilizador mais facilmente. Ajustar as protecções de privacidade e manter-se atento aos esquemas spam ou ataques do tipo phishing pode poupar muitas dores de cabeça.
  4. Muitas e muitas passwords. Devem criar-se sempre passwords seguras para todas as contas, e incluir letras, números e símbolos. As mais longas são as mais seguras e as mais difíceis de atacar. Devem-se escolher passwords diferentes e únicas para os sites mais importantes, tais como o correio electrónico principal ou as contas bancárias.
  5. Gamers: mantenham o software de segurança preparado. Se os jogos online é um hábito frequente, nunca se deve desactivar o software de segurança. Se este contar com um “modo de jogo”, a configuração não irá interromper o utilizador enquanto joga e ao mesmo tempo mantê-lo-á sempre protegido.
  6. Protecção P2P e software pirata. A melhor solução é descarregar os ficheiros a partir da página do editor do software original. Mas se decidir correr o risco de não o fazer, ao menos deve tomar algumas precauções como ler os comentários de outros utilizadores antes de descarregar o ficheiro.
  7. Ter cuidado com os ataques de engenharia social. Os cibercriminosos rastreiam as redes sociais todos os dias em busca de informação útil que podem usar para enviar emails personalizados, afectando não só o utilizador, mas também as pessoas à sua volta, como o seu chefe, um amigo ou um membro da família. Manter-se alerta e não revelar demasiada informação nas redes sociais é sempre uma boa estratégia.
  8. Escolher amigos com cuidado. Deve-se pensar seriamente e filtrar a quem decide aceitar no seu círculo de amigos. Se receber um pedido de amizade de alguém com quem não fala há anos ou nem sequer conhece, pode estar a ser vítima de um esquema, em que um bot social usa essa oportunidade para entrar na sua rede de amigos.
  9. Descarregar ficheiros com precaução. O vídeo online tem tido tanto sucesso, sobretudo para a geração Y, que muitas vezes este é o grupo social a consumir mais tempo online com este hábito. Descarregue vídeos a partir de fontes de confiança, nunca instale software de sites de partilha de ficheiros e tenha em conta que o download do vídeo nunca deve obrigar à execução de um ficheiro (.Exe).
  10. Atenção ao uso de Hotspots Wi-Fi. A maioria das pessoas fica muito satisfeita quando se deparam com um local público com cobertura Wi-Fi. Mas antes de se ligar é necessário verificar o nome da rede Wi-Fi (SSID) e certificar-se que é de um serviço legítimo. Se possível, utilize uma rede privada virtual. Aplicações como Hotspot Shield permitir-lhe-ão estabelecer uma VPN automaticamente.

“Não nos devemos deixar levar por uma falsa sensação de segurança. Seja qual for a nossa idade, ou a geração a que pertencemos, devemos manter-nos sempre alerta. Os cibercriminosos estão cada dia mais astutos, pelo que devemos ter em conta estes conselhos básicos, sobretudo no que se refere a ter o antivírus e firewall sempre actualizados, já que assim podemos ser donos da nossa informação e estar menos expostos a ataques maliciosos”, conclui García.  

O Relatório “A Separação Geracional na Segurança da Internet” inquiriu um total de 1245 pessoas.
http://www.zonealarm.com/products/downloads/whitepapers/generation_gap_research_2012.pdf

Autor: nuno silva

IT Professional | Windows Insider MVP | Microsoft MVP - Windows Experience (2014-2016)| Microsoft Technical Beta Tester (Windows International Team)|MCC | Microsoft IT Advisory Council Member | Certified Microsoft Windows Phone Expert | Microsoft Virtual Academy Student | Windows Team Division Manager @ Microsoft Group Portugal (Facebook)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s