IT – online

Notícias | Análises | Software Microsoft

Windows 8 – detalhes sobre o ReFS (Resilient File System)

Deixe um comentário

A Microsoft através do Building Windows 8 Blog, deu a conhecer esta semana o ReFS ou Resilient File System, o mais novo sistema de  ficheiros desenvolvido pela Microsoft, que será lançado com o Windows 8. O ReFS vem para substituir o NTFS (New Technology File System), o sistema actual de ficheiros, em uso desde o Windows NT 3.1.

Um dos gestores responsáveis da equipa de desenvolvimento do ReFS (Surendra Verma), explica que o novo file System não foi construído de raiz, tendo sido completamente repensado, aproveitando o melhor da base do NTFS e removido o desnecessário.

O ReFS em conjunto com o Storage Spaces (abordado aqui), terão um papel de extrema importância no Windows 8. O Storage Spaces foi desenvolvido para trabalhar lado-a-lado com o ReFS, embora mantenha o suporte ao NTFS. Esta compatibilidade acontece graças ao aproveitamento e reutilização do código do NTFS, garantindo assim um elevado grau de compatibilidade entre ambos.

Vejamos as principais características do ReFS:

  • Integridade metadata com checksums.

  • Fluxos de integridade de dados adicional, fornecendo maior protecção aos dados do utilizador.

  • Alocação no modelo  transaccional de escrita para um robusto update de discos, também conhecido como “Copy on Write”.

  • Grandes Volumes e tamanhos de ficheiros e directorias.

  • Pool de armazenamento e virtualização, permitindo uma melhor gestão e criação do sistema de ficheiros.

  • Distribuição de dados (Data Striping) para um melhor desempenho (permite a gestão da largura de banda), redundância e tolerância a falhas.

  • Depuração de disco para uma protecção contra erros de latência.

  • Resiliência às corrupções com salvaguarda de dados, garantindo assim máxima disponibilidade dos volumes em todos os casos.

  • Pools de armazenamento partilhado entre máquinas para tolerância a falhas adicionais e balanceamento de carga

  • Adicionalmente, o ReFS herda semântica e funcionalidades do NTFS como a encriptação BitLocker, Lista de Acesso e Controlo de Segurança, Diário USN, Notificação de Alterações, Links Simbólicos, Pontos de Junção e Pontos de Montagem, Snapshots de Volumes, File IDS e OpLocks.

  • Os dados armazenados no ReFS são acessíveis através dos mesmos APIs que são usados em qualquer Sistema Operativo, que já aceda a Volumes NTFS nos dias de hoje.

Tal como aconteceu com o NTFS, o novo file system será implementado em várias fases.

Inicialmente, o ReFS será apresentado com o Windows Server 8, em seguida introduzido como um sistema de armazenamento para utilizadores domésticos. Finalmente, como volume de inicialização.

Informação mais detalhada em: Building Windows 8

Autor: nuno silva

IT Professional | Windows Insider MVP | Microsoft MVP - Windows Experience (2014-2016)| Microsoft Technical Beta Tester (Windows International Team)|MCC | Microsoft IT Advisory Council Member | Certified Microsoft Windows Phone Expert | Microsoft Virtual Academy Student | Windows Team Division Manager @ Microsoft Group Portugal (Facebook)

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s